Atualizado às 21h13min.

NITERÓI / VOLTA REDONDA 
Uma jovem de Volta Redonda, identificada como Carolina Ramos Alves, de 25 anos, foi baleada durante um confronto com a PM na comunidade da Nova Brasília, em Niterói, na tarde de segunda-feira (30). Ela não morreu no confronto como antes havíamos divulgado. Carool, como ela se identificava nas redes sociais, é do bairro Vila Brasília, na cidade do Sul do Rio. Ela também se identificava como irmã do motoboy Cristian Renato Ramos Alves, morto a tiros em abril deste ano, durante uma briga numa festa no Vila Brasília.
A polícia apreendeu na ação, na região Metropolitana do Rio, um revólver e uma pistola 9 milímetros. Outros dois suspeitos foram presos na ocorrência. Ela passou por uma cirurgia no abdômen e passa bem. Droga e um rádio transmissor foram apreendidos. Nas redes, Carool mostrava armas e em uma foto ela aparece com um rádio comunicador no ombro e o que parece ser uma arma na mão. O rádio, normalmente, é acessório usado por traficantes.
Em outra foto, amigos parabenizam o fato dela estar com uma pistola na cintura. Em outras imagens ela ainda aparece com suspeitos de tráfico no alto do Morro da Conquista, no bairro Santo Agostinho. O local é alvo de constantes operações da PM contra a presença do tráfico de drogas.
Ainda não se sabe quais foram as circunstâncias da ação que terminou com a jovem baleada. A polícia havia informado que ela faleceu na ação, mas a informação não procede. Ela foi socorrida para o hospital. Internautas chegaram a comemorar a morte dela nas redes sociais.

 

Fotos: Redes Sociais.

Comentários via Redes Sociais ou no portal:

(O Sul Fluminense Online não se responsabiliza por comentários na matéria).

4 COMENTÁRIOS

  1. Quem comemorou,foram os que assassinaram meu filho. Pq tem raiva dela p ela ter pulado de facção depois da judaria que fizeram c ele. Mas ela tá bem viva, tá?

  2. Cuidado c o que vcs desejam de mal p as pessoas…o mundo da voltas, não sabemos o dia de amanhã.

Comments are closed.