Atualizado às 21h15min.


VOLTA REDONDA

O presidente do Inea-RJ (Instituto Estadual do Ambiente) solicitou a “paralisação parcial da intervenção do corpo hídrico” da obra que tirou o sono de órgãos da prefeitura e dos moradores, motoristas e pedestres, em frente ao bairro Jardim Belvedere, em Volta Redonda, no Sul do Rio. A obra de construção de uma rotatória na entrada do bairro “não foi embargada”, segundo o órgão do estado. Porém, vem sendo alvo de constantes críticas de vereadores da cidade, pelos transtornos, inclusive no abastecimento de água, que a obra causou.

Uma vistoria foi realizada pelo Inea-RJ na tarde de quarta-feira (5) na obra de terraplanagem do terreno que deverá ser um loteamento da família Campos Pereira, do empresário Mauro Campos. A vistoria visa investigar se um “espelho d’água” foi ou não soterrado no local. Segundo o órgão, há suspeitas de crime ambiental, por parte da empresa que contratou a obra, tocada pelo Cemitério Portal da Saudade. O Inea-RJ reforçou por nota que não embargou, mas sim solicitou a paralisação parcial para investigar as denúncias.

A secretaria municipal de Meio Ambiente emitiu nota, por meio da secretaria de Comunicação Social da prefeitura de que “a SMMA no cumprimento de sua atribuição no Licenciamento Ambiental do Município informa que a visita técnica realizada pelo Inea-RJ, na obra da rotatória próxima a entrada do bairro Jardim Belvedere, confirmou as notificações e auto de infração emitido ao empreendedor por esta secretaria, paralisando as intervenções na área úmida e solicitando recuperação da área. E que a obra da rotatória está liberada para prosseguimento”, dizia a nota.

A obra é uma PPP (Parceria Público-Privada) executada pelo empresário Mauro Campos Pereira. Além da rotatória prevista, ainda existe uma nova rede de drenagem de águas pluviais (chuva) no local. Com a medida, o Inea-RJ vai pedir a reparação ambiental no local, caso fique comprovado que houve crime à natureza.

 

 


Comentários via Redes Sociais ou no portal:

(O Sul Fluminense Online não se responsabiliza por comentários na matéria).

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Deixe seu nome aqui