Atualizado às 09h03min.

RIO DE JANEIRO
Os mortos no incêndio que atingiu o Hospital Badim, na Tijuca, Zona Norte do Rio, na noite de quinta-feira (12) chegou a 11 vítimas, segundo informou a direção da unidade na manhã de sexta-feira (13). Os Bombeiros encerram as buscas no fim da madrugada. Uma última varredura deve ser feita ainda durante a manhã.
Os onze corpos são de pacientes internados na unidade, segundo a direção. Somente duas vítimas haviam sido identificadas até o momento. Duas mulheres, Irene Freitas de Brito, de 84 anos e Luzia dos Santos Melo de 88. Parte do hospital ficou destruído. O fogo começou por volta das 18h30 e se espalhou rápido. A suspeita é que um curto-circuito em um gerador tenha desencadeado as chamas.
Havia 103 pessoas internadas no hospital na hora do incêndio. Outros 224 funcionários trabalhavam na unidade. Nenhum funcionário morreu, segundo a direção. Foi improvisado o atendimento na rua e várias ambulâncias foram deslocadas para socorrer os doentes para outros hospitais. Outros pacientes foram levados para uma creche vizinha e depois transferidos. Os corpos foram levados para o Instituto Médico Legal (IML). Moradores, médicos e enfermeiros de folga foram mobilizados para ajudar na remoção dos doentes.
O hospital emitiu três notas durante a madrugada. A última diz que todo trabalho está sendo feito, inclusive de apoio às famílias com um assistente social. Todas as providências estão sendo tomadas para acolher as famílias. Informamos que a direção do hospital irá se pronunciar após a inspeção do Corpo de Bombeiros e da Polícia Civil, que deve acontecer ainda na manhã desta sexta-feira (13/9)” conclui a nota.

Fotos: Redes Sociais.


Comentários via Redes Sociais ou no portal:

(O Sul Fluminense Online não se responsabiliza por comentários na matéria).

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Deixe seu nome aqui