Foto: Arquivo.
<
VOLTA REDONDA

Atualizado às 14h14min.
O médico encontrado morto dentro do banheiro da UPA de Volta Redonda, na manhã de domingo (2), é Leandro Rios de Oliveira Lima, de 43 anos. Ele foi encontrado pelos colegas de plantão, com uma seringa ainda espetada no braço e desacordado, dentro do banheiro dos funcionários. Ao redor havia ampolas de Fentalina, medicamento usado para aliviar dor crônica ou para ser usado como complemento de uma anestesia geral ou local, ou ainda no controle da dor no pós-operatório.
A perícia foi chamada e constatou a morto. O corpo já foi removido para O IML da cidade, no bairro Três Poços. A suspeita é que Leandro tenha tido uma overdose medicamentosa, promovida por uma automedicação. A prefeitura disse que não vai comentar o assunto.
Leandro assumiu o plantão entre a tarde e noite de sábado (1º). Conversamos com amigos de profissão do médico que disseram que ele era “um profissional dedicado e comprometido em salvar vidas”.
A unidade estava, até recentemente, com falta de médicos e recebemos denúncias de pacientes que procuraram a unidade e não conseguiram atendimento. A prefeitura abriu processo para recrutar novos médicos, mas a procura tem sido baixa, por conta do valor dos salários, que é um dos mais baixos da região. Alguns na ativa, na UPA e em outras unidades estão pedindo desligamento, segundo informou uma fonte de dentro da secretaria de Saúde.

Comentários via Redes Sociais ou no portal:
(O Sul Fluminense Online não se responsabiliza por comentários na matéria).

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Deixe seu nome aqui

10 − sete =