Atualizado às 23h12min.


ANGRA DOS REIS 

Foram confirmadas pelo Consulado Chileno no Brasil, neste terça-feira (20), que os dois turistas do Chile que morreram na Ilha Grande, em Angra dos Reis, na Costa Verde Fluminense, foram vítimas de febre amarela. Com as duas mortes sobe para nove o número de óbitos pela doença na cidade.

Um dos turistas mortos é Felipe Santander, de 35 anos. Ele esteve no local na Ilha Grande, onde foram registrados a maioria dos casos. Inclusive em um macaco encontrado morto. Ele não teria tomado a vacina. Ele estava há um mês na cidade e morreu na última sexta-feira (16). Familiares disseram que ele teria sido alertado da doença.

Angra é a cidade do estado com o maior número mortes pela doença. A SSE (Secretaria de Saúde do Estado) ainda não confirmou que as mortes foram pela doença. Ainda são aguardados os resultados dos exames. Nesta quarta (21) um novo boletim médico deve ser divulgado atualizando os números da doença.

Ao todo 12 casos da doença foram confirmados em Angra. Segundo a Secretaria de Saúde do município, 98% da população que vivem na ilha foi imunizada. Moradores que vivem em regiões afastadas da ilha serão procurados para se imunizar.