Atualizado às 17h33min.

BARRA MANSA
Uma gestante, identificada como Maria Edjane de Lima, de 35 anos, morreu na madrugada de terça-feira (05) no Hospital da Mulher de Barra Mansa, no Sul do Rio, depois de dar entrada na unidade grávida de 27 semanas, o equivalente há sete meses de gestação. Ela teria sido vítima de agressões praticadas pelo marido. O bebê que ela esperava nasceu e está internado na UTI Neo-natal do hospital.
Edjane chegou ao hospital na tarde de segunda (04), conduzida por vizinhos com sintomas de aborto e sinais de agressão. Ela teria contado à médica que a atendeu que foi agredida pelo companheiro, de 45 anos, que teria ainda dado chutes na barriga dela.
O parto foi feito no fim da tarde de segunda. O hospital informou que a mãe apresentou problemas respiratórios que a levarão a morte. O suspeito de agressão chegou a ser levado para delegacia, foi ouvido e liberado. Ele foi ao hospital bastante alterado, segundo os policiais que atenderam a ocorrência. Sem flagrante, ele foi liberado.
A real causa da morte será revelada pelo IML de Volta Redonda, para onde o corpo da mulher foi enviado para exames. Testemunhas contaram à polícia que outras agressões aconteceram contra Edjane. O caso foi encaminhado ao delegado de plantão na 90ª DP. (Foto: Ilustrativa).
 

2 COMENTÁRIOS

  1. Infelizmente, a Justiça nos proíbe de dizer que o acusado é o agressor. Por conta disso temos que tratar como suspeito ou acusado.

    Pedimos compreensão.

    Atenciosamente,

    Jean Alves
    Diretor Executivo – SFO

Comments are closed.