Atualizado às 18h16min.

­VOLTA REDONDA
A família do menino morto após um atropelamento no trecho urbano da BR-393, em Volta Redonda programou uma manifestação para sábado (2), às 9 horas, no Jardim Amália II. Na última quinta-feira (24), Davi Guilherme Aniceto, de 13 anos, foi atropelado por um carro, segundo a família, na faixa de pedestres. Ele foi levado para o Hospital São João Batista, mas não resistiu aos ferimentos e morreu horas depois.
O motorista foi levado à delegacia (93ª DP) pela Polícia Militar. O caso foi registrado como homicídio culposo (sem intenção de matar).
– É um ato de conscientização. Espero que meu filho não seja mais um número nas estatísticas – afirmou a mãe do menino.
A família, que mora na Vila Americana, o menino estava a caminho da Escola Municipal Maria Rosa Rodrigues, no Jardim Tiradentes, onde cursava o 8º ano. Vereadores aprovaram, na sessão itinerante de terça-feira (29), realizada na Água Limpa, bairro próximo ao Jardim Amália II, os vereadores aprovaram uma moção de pesar à família pela perda de Davi. A moção foi proposta pelo vereador Rodrigo Furtado.
O parlamentar disse que vai à prefeitura para que instale uma faixa de pedestres elevada no local, na BR-393 (Rodovia Lúcio Meira), que obrigue os motoristas a reduzirem a velocidade.
Foto: Arquivo.

Comentários via Redes Sociais ou no portal:

(O Sul Fluminense Online não se responsabiliza por comentários na matéria).