Atualizado às 23h51min.

VOLTA REDONDA
Em regime de urgência e preferência a Câmara de Vereadores aprovou dois projetos de lei enviados pelo prefeito Samuca Silva ao legislativo, na sessão de segunda-feira (2). Um deles foi a redução dos contratados por RPA (Recibo de Pagamento Autônomo) de 3 mil para 750 cargos de livre nomeação. O projeto atende o Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) assinado com o Ministério Público do Trabalho com a prefeitura.
A outra proposta, a mais polêmica, é a autorização para a assinatura de um convênio com a Caixa Econômica para um empréstimo de R$ 80 milhões. A matéria vem dividindo opiniões entre oposição e situação desde que foi divulgado que o projeto seria enviado para votação dos parlamentares. Antes mesmo do projeto entrar em votação houve uma grande discussão sobre quem era a favor do empréstimo, a maioria, e quem se posicionava contra.
A oposição defende que o projeto não é claro sobre onde será aplicado o recurso. Apenas diz que será investido em saneamento e infraestrutura da cidade. Porém, para que se aprove o convênio, a base diz que o empréstimo só será liberado “se tiver um projeto elaborado” pela prefeitura.
A sessão foi tumultuada e com troca de farpas dos dois lados. O único vereador que não estava na sessão era Paulinho do Raio-X (MDB). Para serem aprovados, os projetos precisaram passar por votação em dois turnos. Quatro vereadores votaram contra a mudança dos RPA’s e contra a concessão do empréstimo à prefeitura, Jari, Rosana Bergone, Carlinhos Sant’Anna e Nilton Alves de Faria, o Neném. Para o empréstimo Carlinhos, Jari e Neném votaram contra.
O vereador presidente, Edson Quinto (PL), teve que encerrar a sessão por falta de quórum, ou seja, número mínimo de vereadores para continuar. Após o término houve um princípio de discussão entre vereadores da base e oposição. O “bate boca” seguiu pelos corredores circulares da Casa Legislativa. Uns apaziguavam e outros discutiam a decisão. Assessores e parlamentares se espremeram e a discussão só terminou depois de cerca de 15 minutos. Tentamos falar com vereadores dos dois lados, mas ninguém quis comentar a votação.

Assista o vídeo votação transmitido AO VIVO:

Votação dos R$ 80 milhões na Câmara.

Posted by Sul Fluminense Online on Monday, September 2, 2019

Foto: Evandro Freitas – Arquivo.

Comentários via Redes Sociais ou no portal:

(O Sul Fluminense Online não se responsabiliza por comentários na matéria).