VR tem primeiro saldo positivo na geração de empregos durante a pandemia
<
VOLTA REDONDA

Atualizado às 21h32min.
O prefeito de Volta Redonda decretou novas medidas de restrição para tentar frear a contaminação por Covid-19. As novas medidas determinadas pelo prefeito Antônio Francisco Neto (DEM) entram em vigor a partir da zero hora de domingo (7). Para justificar as novas medidas, Neto cita o “cenário de possibilidade de introdução e circulação de novas variantes do coronavírus” na cidade e “a baixa adesão da população às restrições impostas”.
A partir da data, bares e restaurantes terão de encerrar suas atividades às 21h30min (antes estavam autorizados a funcionar até meia-noite). Depósitos de bebidas não poderão vender bebidas alcoólicas após às 19h. A prefeitura também impõe um toque de recolher entre 23h e 5h da manhã do dia seguinte.
Confira os principais pontos do decreto publicado 
– Fica vedado o funcionamento de boates, discotecas e congêneres, assim como o funcionamento de pistas de dança em bares, restaurantes e similares.
– Fica permitida a execução de música ao vivo e som ambiente, em bares, restaurantes e similares, licenciados para esse fim, devendo ser encerrada toda atividade até as 21h30min, com tolerância máxima de uma hora para o fechamento total do estabelecimento.
–  São permitidas realização de festas e congêneres, em estabelecimentos particulares ou alugados, com a ocupação máxima de 30% da capacidade, sendo obrigatória a exigência de máscaras faciais e funcionamento até as 21h30min.
– Fica permitido o funcionamento de cinemas, respeitando os seguintes critérios: obrigatório o uso de máscaras durante todo o tempo de permanência no ambiente; Ocupação máxima de 30%, respeitando o distanciamento mínimo de 1,5 metro, com lugares marcados;
– Fica proibida a comercialização de bebidas alcoólicas em depósitos e distribuidoras de bebidas após as 19 horas, incluindo as lojas de conveniência.
– Os bares, restaurantes e congêneres ficam autorizados a funcionar de portas abertas até as 21:30 horas, sendo permitido após este horário o funcionamento somente nas modalidades drive-thru e delivery.
 O horário de funcionamento das feiras livres de sábado e domingo poderá ser até às 16 horas, sendo proibida a permanência em barracas, venda e uso de bebida alcoólica, devendo ser respeitado o distanciamento de 1,5 metro entre as barracas.
– Os clubes sociais deverão manter as normas idênticas a dos estabelecimentos citados, observando as seguintes determinações: é vedada a utilização de saunas e outros ambientes que não permitam o distanciamento social; é permitida a utilização de piscinas com até 50% da capacidade; nas atividades esportivas e desportivas é obrigatório o uso de máscara anterior e posterior à atividade. Nas caminhadas, só será permitida a presença de pessoas em no máximo dupla, desde que sejam do mesmo convívio, mantendo o distanciamento mínimo de quatro metros dos demais; as normas se estendem ao uso de áreas comuns de lazer de condomínios, parques, praças públicas e áreas de lazer públicas congêneres.
– Igrejas e templos religiosos de qualquer culto poderão funcionar respeitando as seguintes medidas: a entrada dos locais as pessoas terão acesso à higienização das mãos com álcool 70%, sendo obrigatório o uso a todas as pessoas que ingressarem nos recintos de cultos, sem exceções; deverão ser mantidas abertas as portas e janelas; as pessoas deverão sentar-se de forma alternada nas fileiras (bancos ou cadeiras) com bloqueio físico dos lugares não ocupados e distância mínima de 1,5 metro; tanto os dirigentes das reuniões religiosas e afins, quanto os integrantes das equipes de música e apoio manterão distância segura e, quando não forem usar microfone, deverão usar máscaras; os bebedouros de uso coletivo devem ser interditados à utilização; higienização dos templos, igrejas e locais de culto antes e após as reuniões religiosas e afins, com fixação de intervalo de 30 minutos entre as celebrações; demarcação nos corredores acerca dos lugares e controle para evitar filas e aglomerações; as missas, cultos e afins devem ser realizadas mediante agendamento prévio dos participantes de acordo com a capacidade de lotação e as restrições previstas no decreto.
– O funcionamento das academias deverá respeitar ocupação máxima de 30% da capacidade de equipamentos disponíveis; ficam suspensos os leitores biométricos para acesso dos alunos;

Comentários via Redes Sociais ou no portal:
(O Sul Fluminense Online não se responsabiliza por comentários na matéria).