Corpo de piloto foi reconhecido pela família em cremado em um cemitério da capital.
PARATY

Atualizado às 17h46min.
O corpo encontrado no mar de Paraty, na Costa Verde do Rio, é do piloto Gustavo Carneiro. O cadáver foi localizado na tarde de quinta-feira (25) próximo ao local onde teria caído o avião bimotor, entre Ubatuba, no litoral de São Paulo e Paraty. Natural de Corumbá (MS), o corpo de Carneiro foi reconhecido pela família na sexta-feira (26), no Instituto Médico Legal do Rio de Janeiro.
Leila Carneiro, mãe da vítima, falou que o corpo será cremado. “Não tenho estrutura emocional para ver meu filho num caixão. Perdemos o pai dele em maio de 2020 por causa da Covid-19. É muita dor para a família”, lamentou a mãe do piloto.
De acordo com o Instituto Médico Legal (IML) de Campo Grande, o corpo foi necropsiado na tarde de quinta-feira (25). Porém, a identificação não tinha sido possível, até aquele momento, porque as papilas estavam maceradas, tendo em vista o tempo que ficaram em contato com a água. A identidade só foi confirmada pela mãe do piloto.
Antes da decolagem, em postagem nas redes sociais, Gustavo fez check-in no local de embarque. Horas antes da queda, ele publicou que estava no Aeroporto Campo dos Amarais, em Campinas, às 11h07.
Outros dois corpos estão sendo procurados no mar de Paraty. Júnior, de 20 anos, proprietário do avião e empresário da capital carioca, e um passageiro, que ainda não teve o nome revelado.

Comentários via Redes Sociais ou no portal:  
(O Sul Fluminense Online não se responsabiliza por comentários na matéria).