Atualizado às 14h53min.

BARRA DO PIRAÍ 
Os vereadores de Barra do Piraí, no Sul do Rio, aprovaram, por unanimidade, as contas de 2016 do ex-prefeito Maércio de Almeida (MDB). O TCE-RJ (Tribunal de Contas do Estado do Rio de Janeiro) havia dado o parecer negativo para as contas. 
Os argumentos de defesa apresentados pelo ex-prefeito convenceram os vereadores da oposição e situação que resulto nos 15 votos favoráveis a aprovação. A Comissão de Finanças, Orçamento e Tomada de Contas da Câmara, formada pelos vereadores da base do prefeito, Rafael Couto, Antônio José e Thiago Soares, apresentaram um parecer favorável a aprovação das contas do ex-prefeito.
O ex-prefeito apontava que as irregularidades apontadas, no parecer contrário se devia, segundo o político, seriam reflexos do afastamento do cargo de prefeito por mais de um ano. Ele foi inocentado pelo TCE-RJ e retornou a prefeitura depois de um processo de mandato “tampão”, ocupado pelo presidente da Câmara na época, Pastor Monteiro (PRB) e o prefeito que venceu a eleição emergencial disputada entre Mário Esteves (PRB) e Jorge Babo (PPS). Babo venceu e o Maércio reassumiu depois de ser absolvido.
EX-PREFEITO INVESTIGADO
O secretário de Saúde, Alexandre Carvalho, e o Pastor Monteiro, atual secretário de Agricultura do prefeito Mário Esteves, também do PRB, são dois dos 16 investigados por desvios que chegam a R$ 1 milhão da saúde da cidade. O Ministério Público Federal (MPF) acusa de organização criminosa, desvio de dinheiro público, entre outros crimes, o grupo político que assumiu a prefeitura durante o afastamento de Maércio de Almeida.
A prefeitura vem evitando comentar o assunto, depois que o caso veio à toma. O secretário investigado continua no cargo e nenhuma explicação a mais foi dada. Chegou-se a cogitar que uma entrevista coletiva seria dada pelo secretário, mas nada foi confirmado.
Foto: Reprodução.

Leia Também: 

MPF denuncia desvio de R$ 1 milhão da Saúde de Barra do Piraí

Comentários via Redes Sociais ou no portal:

(O Sul Fluminense Online não se responsabiliza por comentários na matéria).