Atualizado às 09h18min.

BARRA MANSA
A sede do UBM (Centro Universitário de Barra Mansa) amanheceu na sexta-feira (22) rodeada de policiais militares e guardas municipais. A razão teriam sido rumores que começaram a aparecer na noite da quinta-feira (21) sobre um possível ataque ao Colégio de Aplicação, que funciona no mesmo espaço da universidade. Ao todo, dez viaturas da PM (2ª CIA) e da Guarda Municipal estão no interior e no entorno da instituição.
O comandante da Guarda Municipal de Barra Mansa, Joel Valcir, afirmou que o plantão da corporação foi avisado sobre os rumores por volta das 21h30min da quinta. “Haviam comentários de que o colégio seria ser atacado e a direção achou melhor acionar as forças de segurança”, explicou Valcir.
A PM também foi informada “Estamos aqui para garantir a integridade dos alunos”, ressaltou comandante, que falou ter dado ciência do caso ao prefeito Rodrigo Drable. “Ele achou por bem informar à PM e nos mobilizarmos equipes para o Campus. É melhor evitar para que não ocorra nada ao que houve em Suzano”, lembrou Valcir, se referindo ao ataque de dois jovens a estudante na escola paulista, que terminou na morte de 10 pessoas, mais as dos dois atiradores.
Estamos tentando falar com a direção do colégio, mas não havia conseguido até o momento desta publicação. (Foto: Divulgação)