Cerimônia marca o aniversário de 67 anos de Volta Redonda
Foto: Geraldo Gonçalves.
<
VOLTA REDONDA

Atualizado às 17h29min.
Volta Redonda, a maior cidade do Sul do Rio, completa 67 anos de existência. O prefeito Antonio Francisco Neto participou no sábado (17) da cerimônia comemorativa pelo 67º aniversário da cidade. As atividades culturais, esportivas e de lazer aconteceram embaixo da Biblioteca Municipal Raul de Leoni, na Vila Santa Cecília, seguindo as medidas de prevenção e segurança à Covid-19. Durante a manhã, o prefeito ao lado do vice, Sebastião Faria, e do assessor especial do governo, Deley de Oliveira, participou do ato cívico e hasteamento de bandeiras, que marcaram o início das comemorações ao aniversário do município.
Neto antes de começar seu discurso pediu um minuto de silêncio em respeito às vítimas da Covid-19. Em seguida, o prefeito comentou que ‘Volta Redonda vai voltar a ser a cidade em que todos nós sonhamos viver um dia’ e agradeceu o apoio da população por acreditar no seu governo.
– Quero dizer a população de Volta Redonda que a nossa cidade vai voltar a caminhar rumo ao desenvolvimento. A cidade está voltando a trilhar no caminho certo, estamos trabalhando como sempre trabalhamos tendo respeito ao dinheiro público e a população. Quero agradecer a ‘Melhor Idade’ por ter construído essa cidade e pedir que todos continuem acreditando no potencial de Volta Redonda – frisou Neto.
Uma missa foi celebrada pelo bispo Luiz Henrique da Silva Brito, na Igreja Nossa Senhora das Graças, no bairro Jardim Paraíba. Além do vice-prefeito Faria também estava presente o secretário de Ação Comunitária (Smac), Munir Francisco, que citou as revitalizações e reaberturas dos Cras (Centro de Referência da Assistência Social), Centros de Convivência e de outros setores importantes da assistência em Volta Redonda.
– Na área social em sete meses de governo conseguimos revitalizar o Abrigo Municipal Seu Nadim para abrigar a população em situação de rua. Retornamos com as abordagens sociais a essa população, que continua sendo assistida no Centro Pop, no bairro Aterrado. Além disso, revitalizamos e reabrimos 21 CRAS com toda a estrutura social para atendimentos diversos e pretendemos até final de agosto chegar a 25 CRAS em funcionamento na cidade e, até o fim deste ano, pretendemos reabrir os 35 existentes em Volta Redonda. Todo esse núcleo de apoio é fundamental para a população em situação de vulnerabilidade – comentou o secretário.
A cerimonia de hasteamento de bandeiras contou com a participação do projeto ‘Música nas Alturas’ do Corpo de Bombeiros de Volta Redonda (22º GBM), que teve apoio da Secretaria Municipal de Cultura (SMC). O saxofonista e sargento militar da corporação, Rafael dos Santos, tocou o Hino Nacional içado por um guindaste a cerca de 30 metros de altura. Outras canções como ‘Carinhoso’ e ‘Emoções’ fizeram parte do repertório em homenagem ao aniversário de 67 anos de Volta Redonda. A secretaria de Cultura apoiou ainda a Feira de Artesanato na Vila Santa Cecília e a 4ª edição do mutirão de grafitti no bairro Açude I.
Érica destacou a iniciativa do prefeito Neto por ter a sensibilidade de abrigar o projeto na cidade para a proteção das mulheres, principalmente àquelas que sofreram situações de abuso e violência.
– É uma honra ser a embaixadora desse projeto que luta contra qualquer tipo de violência contra a mulher. Atualmente, vemos quase que diariamente casos de mulheres sendo agredidas, importunadas, e isso não pode cair na rotina, a sociedade não pode admitir esse crime. Esse projeto vai preparar as mulheres para o empoderamento, o enfrentamento dando a essa mulher respeito, dignidade. Vamos usar o esporte como ferramenta de defesa física para que a mulher perceba uma série de situações para não deixar chegar até o ponto, realmente, do confronto corporal – disse Érica Paes.
Rose Vilela agradeceu a participação de Érica Paes e citou ainda que o projeto pretende trabalhar, principalmente, com a parte física e emocional de mulheres, incluindo aquelas que já sofreram algum tipo de violência. A proposta, segundo a secretária, é oferecer a modalidade na Arena Esportiva, no bairro Voldac, e em paralelo levar palestras e apresentações para os Cras de forma itinerante.
“As inscrições do projeto ‘Mulheres de Aço’ serão abertas na próxima semana que vem e contamos com a adesão das mulheres de Volta Redonda, vamos anunciar os horários nas redes sociais da SMEL para as interessadas. Queremos levar a nossa equipe formada por professoras, coordenadora e apoio aos bairros tendo acesso à população pelos Cras onde iremos apresentar o projeto com palestras e demonstrações”, disse.

Comentários via Redes Sociais ou no portal:
(O Sul Fluminense Online não se responsabiliza por comentários na matéria).

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Deixe seu nome aqui

cinco × dois =