Atualizado às 00h51min.

NACIONAL

Depois de quase 11 horas de julgamento, numa sessão marcada por troca de farpas entre os ministros no plenário, o Supremo Tribunal Federal (STF) rejeitou o habeas corpus preventivo do ex-presidente Lula.

O voto da presidente da Corte, ministra Cármen Lúcia, decidiu o placar após um empate. Por 6 a 5, os magistrados decidiram que Lula pode ser preso por ordem do Tribunal Regional Federal (TRF-4), que já concluiu seu julgamento e só aguarda da alta Corte do país para abrir caminho à prisão do petista.

– Com todas as vênias aos senhores que votaram no sentido da concessão da ordem, eu acompanho o relator para também denegar a ordem pleiteada – disse Cármen.

A partir de agora, a sentença de prisão do TRF-4, que opina pela prisão do ex-presidente Lula, no caso do triplex do Garujá. Com a decisão, Lula poderá ir parar na cadeia a qualquer momento, já que a medida retira o Habeas Corpus que poderia manter ele solto. Mais informações sobre a decisão nessa quinta-feira (05), aqui no SUL FLUMINENSE ONLINE.