Bolsonaristas fazem ato pro-governo em duas cidades do Sul do Rio
Foto: Evandro Freitas.
<
VOLTA REDONDA / RESENDE

Atualizado às 15h49min.
Apoiadores do presidente Jair Bolsonaro (Sem Partido) fizeram atos de apoio ao governo no feriado de 7 de Setembro no Sul do Rio. Em Resende, na Região das Agulhas Negras, cerca de 200 pessoas marcharam do Parque das Águas, no bairro Jardim Jalisco, até a porta da Academia Militar das Agulhas Negras. Os manifestantes estavam sem máscara e houve aglomeração.
Em Volta Redonda, maior cidade da região, manifestantes se reuniram na Praça Brasil, no Centro da cidade, para declarar apoio ao atual governo. A única autoridade presente que a nossa equipe viu foi vereador do Patriotas, Sidney Dinho. Um trio elétrico foi usado para conduzir a passeata. Cerca de mil pessoas participaram do ato.
Nas duas cidades, os manifestantes se vestiram de verde e amarelo. Além disso, carregavam bandeiras do Brasil e gritavam palavras de ordem em apoio a Bolsonaro. Nas duas cidades, muitos não usavam máscara.
Manifestantes organizaram passeatas em Resende e Volta Redonda.
Marcha em Resende saiu de perto da prefeitura até a porta da AMAN. Foto: Redes Sociais.
Membros de várias religiões participaram dos atos nas duas cidades. Em Volta Redonda, o pastor da Igreja Metodista Wesleyana, do bairro Santo Agostinho, lembrou que é importante que a igreja esteja presente nesses atos. “Estamos aqui em prol de um governo honesto e justo que está fazendo muito pela nossa nação. Dizer não a aqueles que estão rasgando a constituinte”, afirmou Nilson dos Santos.
Uma outra manifestante, junto com a família, disse que tem que fazer parte da política. “Temos que contribuir para que o país continue sendo regido por um governo que busca estar do lado da família. Fazer a nossa parte e buscar o melhor para todos. Por isso estamos aqui”, comentou Camila.
Em nenhuma das duas cidades houve qualquer incidente. Em Volta Redonda, cerca de 30 policiais militares e 20 guardas municipais davam apoio. Os manifestantes também geraram aglomeração. Porém, a maioria na cidade usava máscara.

Comentários via Redes Sociais ou no portal:  
(O Sul Fluminense Online não se responsabiliza por comentários na matéria).

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Deixe seu nome aqui

10 − 7 =