Foto: Divulgação
SAÚDE

Atualizado às 18h30min.

Mais de 60 doadores participaram do Arraiá Solidário, nessa sexta-feira (24), promovido pelo Banco de Sangue de Volta Redonda, no Hospital São João Batista. O objetivo era atrair mais doadores e, consequentemente, aumentar o estoque do município. Durante toda a manhã, os doadores puderam degustar pratos típicos de festa junina, como canjica, paçoca, pé de moleque, entre outros.

O sangue coletado no Banco do Sangue de Volta Redonda atende o Hospital São João Batista, o Hospital Municipal Munir Rafful, o Hospital do Idoso e o Cais Aterrado, da Rede Municipal de Saúde, e os pacientes do Programa Unacom, no Hinja, em Volta Redonda; além do Hospital Municipal de Pinheiral e da Agência Transfusional, que fica no Hospital Municipal Flávio Leal, em Piraí.

De acordo com a coordenadora do Banco de Sangue, Rosimere Herdy Guedes, a ação foi pensada para prestigiar os doadores fixos e chamar atenção daqueles que ainda não doaram. “Essas campanhas nos ajudam a conscientizar as pessoas e atrair mais doadores, pois o que mantém o nosso abastecimento são as doações regulares. O sangue é um produto que só pode ser conseguido por meio de doação. Estávamos precisando principalmente dos grupos O- e O+”, disse a coordenadora.

Todas as medidas de prevenção estão sendo tomadas para garantir a segurança de doadores e funcionários. Cada bolsa tem em média 450 ml de sangue total, que é fracionado em três componentes diferentes: concentrado de hemácias e de plaquetas, além de plasma.

A advogada Alessandra Ferreira, 37 anos, moradora do bairro Santo Agostinho, é doadora regular. “Sou doadora há 10 anos e estou aqui de três em três meses para doar. Fico muito bem em fazer isso. É importante cada uma fazer a sua parte e ajudar da forma que pode”, disse a advogada.

Rosimere esclarece que o ideal é que o local receba de 25 a 30 doadores por dia, pois os hemocomponentes têm validade. “As plaquetas, por exemplo, duram apenas cinco dias, e, por isso, esse é um número ideal de doadores por dia. As doações são muito importantes e necessitamos delas para ajudar nossa população”, explicou.

Os interessados em doar sangue devem procurar o Banco de Sangue de Volta Redonda, que fica no Hospital São João Batista e funciona de segunda à sexta-feira, das 7h às 13h. Para atendimento em grupo é necessário agendar através do telefone (24) 3343-2994, das 7h às 16h, até o dia anterior da ação.

Para ser um doador é preciso ter estilo de vida saudável, não ter comportamento de risco e respeitar o intervalo mínimo entre as doações, que é de 60 dias para homens e 90 dias para mulheres. Para doar sangue, o interessado precisa apresentar documento com foto, ter entre 16 e 69 anos, pesar mais de 50 kg, não estar em jejum e não ingerir alimentos gordurosos.


Comentários via Redes Sociais ou no portal:
(O Sul Fluminense Online não se responsabiliza por comentários na matéria).