Atualizado às 19h30min.

VOLTA REDONDA
Volta Redonda completou 65 anos nesta quarta-feira (17), e este ano o palco foi a Praça Brasil, na Vila Santa Cecília. Além do tradicional corte do bolo, de 21 metros, e hasteamento das bandeiras, a festa contou ainda, na parte da manhã, com atividades na Biblioteca Municipal Raul de Leoni, Feira de artesanato, apresentação do Grupo da Melhor Idade, lançamento de Gibi, inauguração de totem, apresentação do Ballet da Secretaria Municipal de Educação e de Tambores de Aço da Fundação CSN. Cerca de 2 mil pessoas estavam presentes nessa primeira etapa de comemoração.
Durante a cerimônia foram homenageados filhos de Volta Redonda que tem destaque nacional e internacional como: José Carlos Tedesco, Thiago Pereira, Henrique de Almeida Ávila, Luís Antônio dos Santos, Cláudio Adão, André Vital da Silva (Dedé), Thatiana Brasil, Ysnaldo dos Santos Gonçalves (in memorian), Felipe Melo. O prefeito Samuca Silva homenageou ainda personalidades brasileiras como Dedé Pederneiras, Robson Caetano, Erica Paes e empresários que fizeram e fazem história na cidade como Mauro de Oliveira Pereira, Osmar Fernandes de Souza, Abílio Ferreira Marques, Eduardo Abrantes, Jerônimo Pereira dos Santos e Keysabro Chokyu.
No discurso, o prefeito Samuca Silva ressaltou que o seu governo precisa da participação da população. “Não podemos perder o respeito pelas pessoas, acreditar no bem. Eu acredito no ser humano, que é possível fazer uma política do bem, transformadora, e que levante as pessoas para a participação social, sem cor de partido político. Se tem uma coisa que ninguém pode negar é que esse governo está levantando essa cidade, com a participação popular. Se estamos nas redes sociais respondendo a cada crítica, ouvindo cada cidadão, quer dizer que estamos preocupados com o que nós seremos no futuro. E eu sei o que eu quero para nossa cidade no futuro. Quero Volta Redonda gigante. Que nossas famílias não sejam desmanchadas por falta de oportunidades de emprego, que a população tenha um atendimento digno na saúde e que cada pessoa tenha educação de qualidade”, explicou o prefeito.
Empresários são homenageados na cerimônia de aniversário de 65 anos.
Samuca Silva destacou que a receita da cidade cresceu R$120 milhões sem aumentar nenhum imposto, mas que foram pagos só em precatório, em dois anos, cerca de R$90 milhões. Além da implantação do Hospital Regional, a compra do Hospital Santa Margarida e a inauguração da Rodovia do Contorno, abertura do Restaurante Popular e a Clínica de Diálise.
– Em 2018 e zeramos a fila de espera para o exame de mamografia, inauguramos a Arena Esportiva, o Centro de Artes Marciais, criamos as Ruas de Compras, e outros tantos projetos que não fiz sozinho porque tenho uma equipe que ama essa cidade – enumerou o prefeito.

 


Comentários via Redes Sociais ou no portal:

(O Sul Fluminense Online não se responsabiliza por comentários na matéria).