VOLTA REDONDA


Atualizado às 12h44min.

O presidente da Associação dos Aposentados e Pensionistas de Volta Redonda, Ubirajara Vaz, e a presidente da Federação das Associações dos Aposentados e Pensionistas de Volta Redonda, Yedda Gaspar, voltaram a pressionar os senadores pela aprovação do projeto de lei 3.657/2020, do senador Paulo Paim, que concede um 14º salário emergencial aos beneficiários do INSS durante a pandemia. Em Moção de Apoio ao projeto, encaminhada ao presidente do Senado, Rodrigo Otávio Soares Pacheco, eles afirmam que o 14º salário colocaria R$ R$ 42 bilhões na economia.

– Isso representa dinheiro novo no comércio local de cada município, por meio de geração de impostos, fortalecendo empregos e colaborando para a retomada do crescimento econômico do país. Essa é uma ação de caráter humanitário, que proporcionará amparo para categorias vulneráveis da nossa sociedade num período de grave crise sanitária – escrevem os líderes dos aposentados na Moção.

Se transformada em lei, a matéria beneficiará os que recebem auxílio- doença, auxílio-acidente, aposentadoria, pensão por morte e auxílio-reclusão.


 

1 COMENTÁRIO

  1. Bom dia! Sim precisamos deste suporte do 14º salário no final de ano para seguir ajudando filhos e netos, mas precisamos principalmente recuperar estas perdas no benefício dentro do Governo Temer e Bolsonaro. E assim sermos o lado da balança que movimenta o consumo e geramos empregos diretos e indiretos.
    Vamos à luta e nada de se enganar com trocadinhos. Já perdi 50% do poder de compra do benefício e a economia estagnada so tenda a piorar. Aliás, vários setores públicos se deram aumentos e não ajudam em nada o Brasil, já que têm hábito de gastarem no Exterior.

Comments are closed.