Atualizado às 19h26min. 

VOLTA REDONDA
Policiais militares prenderam no início da tarde de segunda-feira (04) Waldeir Justino Carreiro, o “Mineirinho”, de 42 anos. Ele é apontado pela polícia como suposto integrante do grupo que atirou e matou o PM Carlos Alberto Sá Freire Almado, de 39 anos, na última sexta-feira (1º), em Volta Redonda, no Sul do Rio. Mineirinho estava fora da prisão há dois meses. Ele foi detido na Rua Maria Cecília, no Retiro. Mesma localidade do crime que matou o PM.
Desde a morte do PM que a tropa do 28º Batalhão está empenhada em encontrar os responsáveis pela morte do militar. A ordem da comandante é realizar operações pontuais em morros e conhecidos locais de ponto de venda de drogas e tentar identificar os autores. Mineirinho foi abordado e confessou, segundo os policiais, que tinha uma espingarda calibre 12, uma munição do mesmo calibre e drogas em casa. Foram apreendidos ainda 560 pinos de cocaína.
O SUL FLUMINENSE ONLINE foi o único veículo que acompanhou a chegada do suspeito na delegacia. Atuaram na prisão do suspeito os agentes da Patamo I, sargento Rosemir, sargento Jordan, cabos Magalhães e Ozório. Na Patamo II os sargentos Keller e Rangel e cabo Muzzy, junto com a RP Alpha do cabo Glauber e o soldado Bordão. Todos com apoio da Supervisão de Oficiais do tenente Ferreira e equipe.
O suspeito não confessou ainda participação no crime. Ele será ouvido para tentar descobrir se ele tem haver com a ação que resultou na morte do PM ou não. Apesar disso, ele ficará preso acusado de tráfico de drogas e porte ilegal de arma de fogo. Novas informações a qualquer momento aqui no SFO. (Fotos: Exclusivas – Evandro Freitas).