Atualizado às 10h55min.

ESTADO 
A Polícia Federal prendeu na manhã desta quinta-feira (29) o governador do Rio de Janeiro, Luiz Fernando Pezão (MDB), dentro do Palácio Laranjeiras, residência oficial do chefe de estado. A prisão aconteceu por volta das 6h da manhã. Além do governador, outras seis pessoas foram presas. Ao todo foram expedidos pela Justiça 9 mandados de prisão e 31 de busca e apreensão.
Nomeada de “Boca de Lobo”, a operação é baseada na delação premiada de Carlos Miranda, operador financeiro de Sérgio Cabral. O ex-governador, de quem Pezão foi vice e também está preso. Um mandado de prisão está sendo cumprido também na casa do governador, em Piraí.
Além de Pezão, a força-tarefa da Lava Jato cumpre mandados contra o secretário estadual de Obras, José Iran Peixoto, que é de Volta Redonda. Também foi expedido mandado de busca e apreensão na casa de Hudson Braga, ex-secretário de Obras durante o governo de Sérgio Cabral. Hudson, que também é voltarredondense, já esteve preso no âmbito da Lava Jato no Rio. A PF saiu da casa dele, na Barra da Tijuca, por volta das 7h10mimn.
A ordem de prisão preventiva foi expedida pelo ministro Felix Fischer, do Superior Tribunal de Justiça, onde governadores têm foro privilegiado. Também teve a prisão decretada Marcelo dos Santos Amorim, o Marcelinho, sobrinho do governador.
Os outros mandados são contra Affonso Henriques Monnerat Alves da Cruz, ex-secretário de Governo (que já estava preso); Luiz Carlos Vidal Barroso, servidor da Secretaria da Casa Civil e Desenvolvimento Econômico; Cláudio Fernandes Vidal e Luiz Alberto Gomes Gonçalves, sócios da J.R.O Pavimentação, que tem filial no distrito de Arrozal, em Piraí, e Luis Fernando Craveiro de Amorim e César Augusto Craveiro de Amorim, sócios da  empresa High Control Luis.
Carlos Miranda detalhou, no depoimento, que haveria o pagamento de mesada de R$ 150 mil para Pezão na época em que ele era vice-governador. Segundo ele, também houve pagamento de 13º de propina e ainda dois pagamentos de R$ 1 milhão como “prêmio”.  (Foto: Evandro Freitas).

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Deixe seu nome aqui