Atualizado às 23h12min.

VOLTA REDONDA
A prefeitura de Volta Redonda, no Sul do Rio, anunciou na noite de quarta-feira (31) que conseguiu na Justiça a liberação para quitar os salários atrasados dos funcionários demitidos da Corpore. Segundo o comunicado feito para secretaria de comunicação, os 600 funcionários irão receber os vencimentos antes do feriado. A liminar autoriza o poder Executivo fazer os pagamentos diretos aos profissionais.
A secretaria de Saúde havia feito o depósito em juízo para garantir que os pagamentos fossem feitos. Segundo a prefeitura, foi depositado os valores referentes a metade dos salários de agosto e o total de setembro, em juízo, mas a justiça decidiu devolver o dinheiro ao município, com a condição de que ele seja usado exclusivamente para esse fim. Para que fosse possível fazer esse pagamento, a empresa ficou responsável por passar os dados dos trabalhadores, o que foi feito essa semana.
Chegou ao um acordo com os bancos para que o pagamento fosse feito sem que precisasse passar pela conta da empresa. Caso fosse feito depósito na conta-salário dos empregados não era viável. De acordo com a procuradoria do município, estas contas têm vínculo com o CNPJ da Corpore e parte do dinheiro poderia ser retido por causa de bloqueios judiciais contra a empresa.
O procurador geral do município, Augusto Nogueira, os arquivos bancários serão entregues ao Banco do Brasil, na manhã desta quinta-feira. “Por determinação do prefeito Samuca Silva, passamos hoje o dia todo empenhados em resolver essa questão que tanto já penalizou os funcionários. Realizamos uma reunião com as secretarias de Administração, Fazenda e EPD (Empresa de Processamento de Dados) e ficou definido que os pagamento para os quase 600 ex-funcionários serão feitos nessa quinta-feira (01), graças também ao empenho do Banco do Brasil a quem agradecemos”, frisou  o procurador.