Atualizado às 20h58min.


RIO CLARO

Gilliar Elói Pascoal, de 18 anos, se entregou à Polícia Civil de Rio Claro na tarde dessa quinta-feira (05). Ele é acusado da morte do comerciante Antônio Carlos de Souza, de 62 anos, na madrugada de segunda (02).

Ele foi levado até a 168ª DP por familiares, depois que a prisão temporária foi determinada pela Justiça. O comerciante foi encontrado carbonizado dentro da pizzaria que ele era dono, no Centro. A vítima morava na parte superior da pizzaria. O acusado e a vítima tinham um relacionamento amoroso, segundo a investigação.

De acordo com a polícia, o rapaz confessou o assassinato. Ele afirmou que eles mantinham um relacionamento. Gilliar confessou ainda que matou o comerciante a pauladas depois de uma briga entre eles. A polícia disse que ele tentou simular um acidente ao colocar fogo na pizzaria.

Imagens de uma câmera de segurança ajudaram a ver que Gilliar entrou na casa da vítima e registrou quando ele saiu, horas mais tarde, assim que o incêndio teve início.