Atualizado às 12h04min.


ITATIAIA

A polícia prendeu um homem na manhã dessa sexta-feira (08), Vitor Fonseca Rosado, que confessou ser o autor das facadas que mataram a professora de letras e espanhol, Angélica Mendonça Freira, 44 anos, na noite dessa quinta (07), em Itatiaia-RJ. Ela foi golpeada com nove facadas. Uma delas acertou o pescoço da professora. Ela foi ferida ainda no peito e sete facadas nas costas.

A polícia trata o caso como latrocínio, que é o roubo seguido de morte. O suspeito foi preso e na casa dele a polícia encontrou uma faca e roupas com manchas de sangue. Segundo a polícia, o suspeito tem sete passagens por furto na delegacia.

Angélica trabalhava na Secretaria de Trabalho e Renda, no Centro, mesmo bairro onde ela morava. Ela atuou em escolas públicas e particulares da cidade e atualmente atuava no Núcleo de Emprego e Qualificação de Itatiaia (NEQ) com recrutamento de pessoas para empresas.

O corpo da professora foi liberado do Instituto Médico Legal (IML). O sepultamento ocorrerá às 16h30min no Cemitério Municipal de Itatiaia. Os Peritos do Instituto de Criminalística Carlos Éboli (ICCE) ainda estão no local do crime colhendo provas, no momento da publicação desta matéria.

SEGUNDO CRIME

Este foi o segundo crime ocorrido em menos de um mês e envolvendo servidor público de Itatiaia. Na noite do dia 10 de maio, o subsecretário de Saúde do município, Rinaldo Luís Gonçalves, foi morto a tiros quando chegava à sua casa, no bairro Campo Alegre. Ele foi baleado com seis tiros quando saía do Hospital Municipal Dr. Manoel Martins de Barros.

Ferido, ele ainda conseguiu caminhar até a esquina e pedir ajuda. Socorrido por uma ambulância, Rinaldo foi levado para o Hospital Municipal de Itatiaia. Em seguida foi transferido em estado grave para o Hospital Municipal de Emergência Henrique Sérgio Gregori, em Resende.

No caminho, o subsecretário não resistiu aos ferimentos e morreu. O corpo de Rinaldo foi enterrado no dia 11, no Cemitério Municipal da Vila Odete. Até o momento nenhum suspeito foi preso. (Foto: Redes Sociais)

1 COMENTÁRIO

  1. Sete passagens pela polícia e agora um homicídio, o que ele merece? Em um país sério prisão perpétua ou até mesmo seria fuzilado…

Comments are closed.