(Foto: Silvana Marques/Divulgação)

Atualizado às 10h12min.


RIO DE JANEIRO

A sambista Ivone Lara, carinhosamente conhecida como Dona Ivone Lara, morreu nesta segunda-feira (16), no Rio de Janeiro, aos 97 anos vítima de uma parada cardiorrespiratória. Ela foi internada na última sexta-feira (13), dia que fazia aniversário.

A cantora e compositora estava internada há duas semanas no CTI da Coordenação de Emergência Regional, no Leblon, Zona Sul do Rio. Ela piorou o estado de saúde na tarde desta segunda. A cantora lutava contra uma infecção renal, com complicações agravadas pela idade.

“Ela estava internada já há algum tempo, hoje teve uma queda brusca de pressão e, em seguida, uma parada cardíaca por volta das 22h”, explicou, por telefone, o neto André Lara em entrevista ao portal UOL. O corpo será velado nesta terça (17) na quadra da escola de samba Império Serrano.

Dona Ivone apresentava um quadro de anemia e precisou receber doações de sangue. O estado de saúde dela já era considerado bastante grave. Conhecida como a “Grande Dama do Samba”, ela nasceu em família de amantes da música popular e enfrentou o preconceito por ser mulher e sambista. Seu maior sucesso é “Sonho meu”, música que estourou nas paradas de sucesso com Maria Bethânia e Gal Costa.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Deixe seu nome aqui