– COBERTURA EXCLUSIVA –


Atualizado às 14h34min.


VOLTA REDONDA

Sob o comando do tenente-coronel Márcio Guimarães, do 28º Batalhão da PM, foi realizado, na manhã dessa terça-feira (16), o chamado “Arrastão do Bem”, fez uma “varredura” no Morro da Conquista, no bairro Santo Agostinho, em Volta Redonda-RJ. A ação é inédita em um dos locais da cidade com uma das maiores incidências do tráfico de drogas no município. Foram cerca de 3 horas de visita no bairro.

O SUL FLUMINENSE ONLINE acompanhou com EXCLUSIVIDADE todo trabalho dos policiais no bairro. Foram 65 policiais militares, homens e mulheres, de várias patentes, trabalhando em prol da interação com a comunidade. Os agentes fizeram um questionário com os moradores sobre a segurança pública, de casa em casa, ouvindo cada morador sobre os problemas enfrentados no bairro.

O comandante reuniu os policiais na sede do Batalhão de Aço, na Voldac. Um ônibus, cedido por uma empresa de transporte coletivo da cidade, levou os agentes até o PPC-003 (Posto de Policiamento Comunitário), aos pés do Morro da Conquista, de onde partiram em missão de visitar o bairro. Uma novidade, divulgada durante a ação, foi o novo canal de comunicação e denúncias, um número de WhatsApp. Por meio do (24) 99839 0460, os moradores poderão enviar, ANONIMAMENTE, mensagens, áudios e vídeos para seção de inteligência da PM.

A estratégia, segundo o comandante, é fazer da proximidade com a população “a melhor forma de investimento para redução de crimes na cidade”. O motorista, Edson de Souza Viana, mora no bairro há 40 anos e acredita que a sensação de segurança com essas ações aumenta. “Um trabalho que pode ser feito de tempos em tempos. A gente sente que estão preocupados com o bairro e ficamos mais seguros. Ficamos felizes com isso, pois é a primeira vez que isso acontece aqui”, afirmou.

O vigilante, Francismar Cardoso, também elogiou a iniciativa da PM. “Ótimo e que continue assim. Levar as informações para nós moradores. Isso vale para que possamos acreditar mais na polícia. Nós temos um rótulo diferente do que eles estão passando para gente aqui hoje. Nota 10 por isso”, destacou.

O comandante acredita que ações como essa poderão ser feitas em outros bairros e cidade, onde o 28º Batalhão atua.

 

Mais fotos na nossa página nas REDES SOCIAIS