Atualizado às 15h31min.


BARRA MANSA

Faltando sete dias para a abertura da 20ª edição da Feira de Negócios do Sul Fluminense (Flumisul), a Prefeitura de Barra Mansa, por meio da Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Tecnologia e Inovação, iniciou na manhã desta quinta-feira (26), iniciou a montagem dos estandes e da estrutura do evento.

Este anos serão cerca de 200 expositores, incluindo as artesãs, o evento acontece entre 02 e 05 de agosto, no Parque da Cidade Natanael Geremias, no Centro.

O secretário de Desenvolvimento Econômico, Agnaldo Raymundo, acredita que na próxima segunda-feira os estandes estejam montados para serem entregues na terça-feira aos expositores.

– Estudos realizados pela Fundação Getúlio Vargas mostrou que a cada R$ 1 investido na Flumisul, ele se transforma em R$ 3,77. Esse mesmo estudo aponta uma projeção de negócios da ordem de R$ 31,35 milhões, incluindo o pós-feira. Em meio à crise econômica que afeta o país, consideramos os números bastante satisfatórios”, relatou Agnaldo, lembrando que a Flumisul vai gerar aproximadamente 800 empregos diretos e indiretos.

A estimativa de público para a Flumisul deste ano é de 50 mil pessoas para os quatro dias de evento. Neste ano, a promoção da feira é do Instituto Cultural Clécio Penedo e a organização da Multi Eventos.

Integrada ao calendário oficial de eventos do Governo do Estado, a Flumisul terá entre outros atrativos espaços empresariais, de agronegócios, de moda, de cultura, Shopping Mix, Food Trucks, entre outros. Na opinião de Agnaldo Raymundo um dos pontos altos da Flumisul acontece na sexta-feira (06), com as rodadas e sessões de negócios e a palestra sobre empreendedorismo, sob a responsabilidade da empresa Rio Sul Valley. O Sebrae é o patrocinador oficial do evento, que reunirá empresas como a Saint Gobain, a FMC (antiga Dupont do Brasil) e a Microlins, entre outras.

O Senac (Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial) levará para a Flumisul uma cozinha industrial, onde será realizado o curso de gastronomia.

No segmento rural, a novidade fica por conta da ‘Fazendinha’, espaço que reunirá mini animais, como pôneis, coelhos, vacas, pássaros e ovelhas, entre outros. Através dessa área lúdica, a Secretaria de Desenvolvimento Rural abordará a educação ambiental.

A produção das artesãs, que está se tornando uma marca registrada de Barra Mansa, vai expor na Flumisul peças exclusivas da Coleção Vale do Café. São brincos, chinelos, quadros, travessas, potes e uma infinidade de variedades desenvolvidas à base dos grãos de café. Para apresentar esse trabalho, as artesãs receberam capacitação do Sebrae durante três meses. Para se ter ideia o treinamento abordou questões referentes desde a produção e preço até etiqueta, maquiagem e moda.

1 COMENTÁRIO

Comments are closed.