Atualizado às 17h13min.


 Piraí 

O tombamento de uma carreta carregada de frango, na manhã dessa quarta-feira (30), na Serra das Araras em Piraí, fez a concessionária de administra a rodovia emitir uma nota, esclarecendo que medidas foram adotadas para tentar diminuir os impactos e reflexo causados pelo acidente.

De acordo com a empresa, para atendimento à ocorrência, sete equipes de resgate foram acionadas. Entre elas uma viatura médica de intervenção rápida e um resgate UTI. Porém, não houve registro de vítimas. O motorista sai da cabine com ferimentos leves.

Nota diz que a pista de descida, no sentido Rio de Janeiro, permaneceu totalmente interditada das 13h06 às 18h45, para transbordo da carga. Para dar fluidez ao tráfego, a concessionária implantou a mão dupla na pista de subida. Neste período, a lentidão máxima registrada no trecho foi de 12 km no sentido São Paulo e de 3 km no sentido Rio de Janeiro. Mais do que o SUL FLUMINENSE ONLINE havia apurado na matéria anterior.

De madrugada de quinta (31), às 02h30min, a Concessionária interditou novamente a pista de descida da Serra e implantou a mão dupla na pista de subida para realizar o destombamento do veículo. A pista de descida foi totalmente liberada às 05h36min, após o término da limpeza, com 1,5 km de lentidão.

A concessionária admite na nota que “os acidentes que ocorrem no trecho da Serra das Araras são os que mais impactam a vida dos usuários da rodovia Presidente Dutra na região de Piraí”. Entre janeiro e julho deste ano foram registrados 207 acidentes na região da Serra das Araras, um aumento de 8% comparado ao mesmo período de 2016. O total de acidentes neste período causou uma média diária de mais cinco horas de congestionamento.

Duplicação já! 

É o que a empresa mais defende. A duplicação das pistas da serra. “Acreditamos que a duplicação das pistas na região da Serra das Araras é uma prioridade e vai contribuir com a segurança dos motoristas que trafegam no trecho e também com o  desenvolvimento econômico do país. Para tanto, em parceria com a Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) desenvolveu um projeto de duplicação da via que totaliza investimentos de mais de R$ 1,5 bilhão, para remodelar completamente o trecho trazendo segurança, conforto e agilidade no dia a dia dos seus usuários”