Atualizado às 22h59min.


BARRA MANSA

Em menos de 24 horas outro primata é encontrado morto na região. Nesse domingo (21), outro mico, conhecido popularmente como “Sagui”, foi encontrado no quintal de uma casa, na localidade conhecida como Retorno, próximo à Vila Delgado, no bairro Ano Bom, em Barra Mansa-RJ. Com esse soma-se sete animais encontrados mortos aqui no Sul do Estado.

Agentes da Vigilância Sanitária da Secretaria de Saúde do município recolheram o animal que será enviado para análises no Rio. O mico foi achado embaixo de uma mangueira, pelo dono da casa. O primata apresentava um ferimento na região do abdômen.

O SUL FLUMINENSE ONLINE noticiou, em primeira mão, outro macaco da mesma espécie, encontrado morto em um terreno baldio, na entrada do bairro Caieiras, em Volta Redonda-RJ. Ele também foi recolhido na manhã desse domingo e encaminhado para exames.

Apenas um macaco encontrado em Teresópolis, na Região Serrana do Rio, é que foi confirmada a presença de febre amarela. Os macacos não transmitem a doença. São vítimas como os seres humanos. O medo é que a falta de informação esteja estimulando pessoas a exterminarem os animais. A doença é transmitida apenas por mosquitos. Na natureza, na forma silvestre da doença, o mosquito Haemagogus é o vetor da febre amarela. Na cidade, a transmissão aconteça por meio do mosquito Aedes aegypti. O mesmo que transmite dengue, Zika e Chikungunya.