Atualizado às 19h10min.


VOLTA REDONDA 

A direção do Hospital São João Batista, o maior da rede pública do Sul do Estado, realizou, segundo a prefeitura, em 2017, mais cirurgias, exames, internações, entre outros, em relação a 2016. No ano, de acordo com o comunicado divuilgado nessa terça-feria (09), foram atendidos mais de 117 mil pacientes.

O número de cirurgias eletivas aumento 13%. Ocorreram 2.102 em 2017 e 1.806 em 2016.  As cirurgias de urgência foram 1.323 no ano passado e 967 em 2016. Um aumento de 36,81%. No total, aumento de 21,15% de cirurgias. Partos foram 2.021, sendo que a maioria, 1.036, foram partos normais.

O número de internações também aumentou: foram 9.441 em 2017, contra 9.014 em 2016 (4,7% de aumento). O atendimento na emergência do Hospital São João Batista também aumentou, sendo que foram atendidos 117.097, enquanto em 2016 foram 106.891, o equivalente a 9,5% de aumento. Os exames de tomografia, por sua vez, aumentaram em 270%. Em 2016 foram 2.600 procedimentos, e, em 2017, 9.600 pacientes fizeram o exame.

“Conseguimos avançar bastante em 2017 e queremos ir além em 2018. O número de cirurgias aumentou bastante, só a de urgência em 35%. E conseguimos isso sem aumentar o número de médicos e salas de cirurgia”, comemorou o diretor médico da unidade, José Geraldo de Castro Barros.

O prefeito Samuca Silva (PODEMOS) destacou que, os avanços no HSJB, vão ao encontro da evolução da Saúde em Volta Redonda. “Em um ano de crise financeira, como foi 2017, conseguimos avançar bastante. Os dois hospitais da cidade, o São João Batista e o Municipal Munir Rafful (Retiro) não conversavam e hoje já há uma integração. Também conseguimos adquirir o Hospital Santa Margarida e abrimos o Hospital do Idoso. Todas essas ações mostram que a nossa política para saúde está no caminho certo. Vamos continuar priorizando o atendimento a população”, finalizou Samuca.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Deixe seu nome aqui