Atualizado às 11h07min.


ANGRA DOS REIS 

O empresário e advogado gaúcho, Giordano Catucci Boza, de 29 anos, morreu nessa terça-feira (02), depois de um acidente com a lancha que ele estava no domingo (31), véspera da virada de ano, no mar de Angra dos Reis-RJ, na Costa Verde do Rio. Giordano estava internado no Hospital Geral da Japuíba, para onde foi levado depois do acidente. O jovem era natural de Gramado (RS).

A Marinha e a Capitania dos Portos ainda não havia divulgado, até a publicação desta nota, as circunstâncias do acidente. Os próprios amigos do advogado levaram ele para o hospital. A unidade disse ainda que ele perdeu muito sangue, teve duas paradas cardíacas e faleceu pela manhã.

Uma nota divulgada pela Marinha do Brasil, do Comando do 1º Distrito Naval, disse que a Delegacia da Capitania dos Portos de Angra (DelAReis) ficou sabendo do acidente somente na tarde dessa terça (02). A nota diz ainda que um inquérito para apurar as causas e o que provocou o acidente.

Por meio das redes sociais amigos, parentes e a OAB/RS (Ordem dos Advogados do Brasil – Rio Grande do Sul) lamentaram a morte do advogado. “A OAB/RS e a Subseção Canela Gramado lamentam o falecimento do advogado gramadense Giordano Catucci Boza, 29 anos, que se envolveu em acidente de lancha, no Rio de Janeiro […] vindo a falecer na manhã deste dia 2 de janeiro. A advocacia perde um promissor profissional. Aos familiares nosso pesar pela rápida, porém intensa, passagem do colega e nosso afetuoso abraço nesse momento triste”, dizia o texto.