Atualizado às 19h38min.


VOLTA REDONDA

Os vereadores aprovaram, em uma sessão extraordinária realizada na tarde dessa quarta-feira (27), convocada pelo prefeito Samuca Silva (PODEMOS), que autoriza a retirada de até R$ 10 milhões do Fundo Previdenciário, usado para pagar os inativos, para pagamento dos servidores. Dos 21 vereadores, 18 votaram a favor do projeto de lei que autoriza o uso do dinheiro do fundo.

Duas emendas foram propostas e aprovadas pela comissão permanente de Justiça, presidida pelo vereador Rodrigo Furtado (PTC). As emendas preveem que o empréstimo não pode gerar prejuízo para o fundo e que o valor deve ser devolvido pela prefeitura em até 60 dias. Além da devolução ter previsto os juros e correção monetária, adquirida com a retirada do valor.

– Propomos essas emendas para evitar que a medida cause prejuízo ao fundo. Sabemos que quando se retira um valor que está aplicado, como é o caso do fundo, pode-se gerar ônus. As emendas resguardam para que isso não aconteça e na hora de devolver seja feito de forma justa -defendeu Rodrigo.

O líder do governo, Washington Granato (PTC), e próximo presidente da Casa, acredita que a prioridade é o funcionalismo. “A Câmara demonstrou o comprometimento com o funcionalismo e a coisa pública. A Câmara se adequou para que a Lei ajudasse o prefeito a sanar os pagamentos do servidores. Defende a independência dos poderes, legislativo e executivo, mas creio que temos que trabalhar juntos em prol da população”, frisou.

Para o presidente, Sidney Dinho (PEN), o prefeito pensou na possibilidade do uso do fundo para sanar a folha. Ele disse que Samuca oficiou a CMVR na última sexta (22). Dinho disse que o prefeito revelou que deve usar cerca de R$ 6 ou R$ 7 milhões do valor pedido. “Ficamos felizes de poder contribuir para não deixar os servidores sem seus salários de dezembro. Fico feliz também com o comprometimento dos vereadores, que compareceram para apoiar os servidores públicos neste momento. A medida é pertinente e a Câmara fez seu papel para ajudar nesse caso”, destacou.

Durante a inauguração do Hospital do Idoso, após a votação, Samuca disse que deve usar o valor liberado para pagar todos os inativos. “Nosso procurador vai a Brasília tentar liberar com recurso outros valores bloqueados. Vamos usar esse valor para pagar os inativos. Até quarta-feira (03) todos vão receber”, garantiu o prefeito.