Atualizado às 15h19min.


VOLTA REDONDA

A abertura do 29ª edição do Salão Internacional de Humor de Volta Redonda foi realizada na noite de quinta-feira (30), no Espaço das Artes Zélia Arbex, na Vila Santa Cecília, no Centro de Volta Redonda-RJ. Os trabalhos ficarão expostos até o dia 30 de dezembro. As inscrições para o concurso tiveram início no dia 13 de outubro e foram até o dia 08 de novembro, e, pela primeira vez, conta com a participação de desenhistas do mundo inteiro nas categorias cartum, caricatura, charge e quadrinhos.

O tatuador Leonardo Fontes Ferreira, de 43 anos, fez uma caricatura do líder norte-coreano Kim Jong Un e faturou o Prêmio ‘Melhor de Volta Redonda’, recebendo R$ 2 mil. Além disso, Leonardo conta que fez uma charge do líder-norte coreano cortando o cabelo do presidente dos Estados Unidos, Donald Trump. “É o assunto que está em alta no momento. Passei mais de três dias sem dormir fazendo os desenhos. Em 2016, levei o mesmo prêmio, mas com o tema Olimpíadas. Estou muito feliz”, comemorou.

A seleção dos trabalhos para o evento, organizado pela Secretaria de Cultura de Volta Redonda, em parceria com o IFRJ (Instituto Federal do Rio de Janeiro), aconteceu no dia 22 de novembro, na Biblioteca Municipal Raul de Leoni, e contou com a participação de sete jurados, entre eles, o desenhista Henrique Tavares. “É legal ter contato com os trabalhos de desenhistas de todo o planeta. Nós, jurados, nos divertimos muito em analisar estes trabalhos. Apesar de cansativo, vale a pena e é impossível não absorver aprendizado”, ressaltou.

(GERALDO GONÇALVES)

Na edição deste ano, o prêmio de melhor caricatura ficou com o desenhista Paulo Sérgio Jidelt, morador de Santa Catarina. Thiago Lucas Jaboatão, morador de Pernambuco, ficou com a melhor charge. Já o melhor cartum ficou com Raul Zuleta, morador da Colômbia. Por fim, Ridha Bonn, da Alemanha, levou o prêmio na categoria quadrinhos. Neste ano, a modalidade especial foi Operação Lava Jato e o vencedor foi Paulo Sérgio Jidelt, o mesmo que ficou com o prêmio de melhor caricatura.

Segundo a secretária municipal de Cultura, Aline Ribeiro, foram mais de 1,2 mil trabalhos analisados. “Todos os trabalhos ficaram maravilhosos. É um concurso que estimula a criatividade das pessoas, refletindo o momento do Brasil, onde o mundo inteiro participa. Que tenhamos forças para caminhar e continuar elevando a cultura de nossa cidade”, disse.

O prefeito Samuca Silva (PODEMOS) falou sobre o concurso e parabenizou os participantes. “É importante trazer esse tipo de concurso para a cidade, pois é inspirador para os jovens e adultos. Todos os participantes estão de parabéns””, concluiu.

A professora Júlia Filizola foi conferir a exposição e achou os trabalhos dos desenhistas bem divertidos. “Os trabalhos da Operação Lava Jato mostram como funciona o país de uma maneira bem humorada. Ficaram todos lindos e são merecedores de prêmio”, elogiou.

(GERALDO GONÇALVES)