Atualizado às 19h36min.


VOLTA REDONDA

Duas alunas do Colégio Delce Horta Delgado, da Fevre (Fundação Educacional de Volta Redonda), conquistaram medalha de prata na 20ª Olimpíada Brasileira de Astronomia e Astronáutica (OBA), que teve as eliminatórias realizadas na própria escola. Letícia Sanches Barbosa, de 13 anos, e Alícia Nascimento Batista, de 14, são do 8º ano e concorreram com cerca de 800 mil estudantes de todo o país. Esta é a primeira vez que o Colégio Delce Horta participa da competição.

As amigas estudam na mesma sala de aula. “Fizemos um foguete com materiais recicláveis. Lembro que muitas equipes no dia tiveram problemas técnicos com seus foguetes. Fiquei com muito medo do nosso foguete falhar. Mas deu tudo certo e ele atravessou a quadra”, informou Letícia. Já Alícia relatou que ela e seu grupo estudaram, pesquisaram, tiveram que improvisar. Muitas coisas foram feitas com ideias próprias durante o processo de construção. “O meu foi feito de garrafa PET, cano de PVC, fita adesiva, água e pressão. Meu foguete voou mais de 11 metros”, disse.

O prefeito também fez questão de parabenizar as estudantes. “Logo na primeira participação na Olimpíada, elas já foram premiadas. É motivo de orgulho para nossa cidade, que tem investido cada vez mais em Educação. Parabéns também à Fevre, que tem estimulado constantemente a criatividade e descoberto tantos talentos em nossas escolas”, disse.

A professora de matemática Marlei Barbosa Nóbrega Gomes, a pedido da direção, coordenou o colégio na OBA e foi a responsável por avaliar os estudantes na primeira etapa. “As duas são excelentes alunas. Nós, professores, damos dicas e orientamos, mas são elas que vão atrás. O mérito é todo delas, que merecem todo o nosso incentivo”, elogiou.

A diretora do Colégio Delce Horta, Elisângela Nogueira Ananias, lembrou que os alunos da unidade de ensino são muito bem preparados para as competições. “Eles estão dando retorno do nosso trabalho. Estamos muito felizes com a premiação”, enfatizou.

O presidente da Fevre, Eduardo Dessupoio, parabenizou as meninas e reforçou o empenho da fundação na procura de novos talentos. “Para nós, da Fevre, é um grande orgulho. Sinal de que temos ótimos talentos e que o trabalho está sendo bem feito em nossas escolas. Que sirva de exemplo para os demais alunos”, comentou.